GUIA DO ENSINO


Vai ai contenuti

Menu principale:


ZEBRA

MATÉRIAS

Zebra na África do Sul

Classificação científica
Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Mammalia

Ordem: Perissodactyla

Família: Equidae

Género: Equus


As zebras são mamíferos, membros da mesma família dos cavalos, os equídeos, nativos da África central e do sul. A pelagem deste animal consiste num conjunto de listras contrastantes de cor, alternadamente, marrom-escura e branca, dispostas na vertical, exceptuando nas patas, onde se encontram na horizontal.

As zebras não atacam sem qualquer motivo, apenas quando é necessário defender-se. São, muitas vezes, as presas preferidas dos leões.

É nas savanas africanas onde as zebras habitam. Encontram-se distribuídas por famílias: macho, fêmeas e filhotes. Estes animais, por serem atacados habitualmente por leões, podem se tornar animais extremamente velozes, pois para fugirem dos predadores, utilizam a fuga e seus fortes coices, podendo quebrar até a mandibula de um felino. As listras das zebras vão escurecendo com a idade, e estes animais, embora se pareçam, não são todos iguais.

Apesar de parecerem todas iguais, as espécies de zebra existentes não são estreitamente relacionadas umas com as outras. As zebras-de-grevy têm origem de animais diferentes (de outro subgênero) daqueles que originaram as zebras-das-planícies e as zebras-das-montanhas.

Não se encontram à beira da extinção, embora a zebra-das-montanhas esteja ameaçada. A subespécie de zebra-das-planícies conhecida como cuaga (do inglês quagga, que designa o som que o animal produzia cuahaa), Equus quagga quagga, estava extinta, mas projetos de cruzamento entre zebras com coloração semelhante já recuperaram a espécie antes extinta, e o projeto liberou com sucesso vários exemplares na natureza.



Espécies de zebra

Subgênero Dolichohippus

E. (Dolichohippus) enormis - espécie norte-americana (extinto)
E. (Dolichohippus) grevyi - Zebra-de-grevy
E. (Dolichohippus) koobiforensis (extinto)
E. (Dolichohippus) numidicus (extinto)
E. (Dolichohippus) oldowayensis (extinto)

Subgênero Quagga

E. (Quagga) capensis - Zebra-gigante-do-cabo (extinto)
E. (Quagga) mauritanicus (Atualmente existe um projeto que recuperou o DNA da quagga e assim, a espécie voltou a existir. O projeto já liberou com sucesso vários exemplares na natureza. O Quagga tem um parentesco bem próximo a Zebra da planície.)
E. (Quagga) quagga - Zebra-das-planícies
E. (Q.) q. antiquorum - Zebra-de-burchell
E. (Q.) q. burchelli - Zebra-de-burchell
E. (Q.) q. boehmi - Zebra-de-boehm
E. (Q.) q. chapmanni - Zebra-de-chapmann
E. (Q.) q. foai - Zebra-de-foa
E. (Q.) q. granti - Zebra-de-grant
E. (Q.) q. quagga - Cuaga (extinto)
E. (Q.) q. wahlbergi - Zebra-de-wahlberg

Subgênero Hippotigris

E. (Hippotigris) zebra - Zebra-das-montanhas
E. (H.) z. hartmannae - Zebra-de-hartmann
E. (H.) z. zebra - Zebra-do-cabo

Etimologia

O nome zebra deriva do nome zevro ou zebro, um equídeo selvagem, actualmente extinto, que vivia na Península Ibérica até ao século XVI. Quando os navegadores portugueses chegaram ao Cabo da Boa Esperança, nos finais do século XV, encontraram uns equídeos riscados parecidos com o zebro, pelo que lhes deram o nome de zebras.



CopyRight ®2009 - BY TUDOOK.COM | contato@tudook.com

Torna ai contenuti | Torna al menu