GUIA DA MULHER

Cerca

Vai ai contenuti

Menu principale:


PÉS

BELEZA

Os pés são equipamentos maravilhosos e merecem todo o cuidado. Além de eles possibilitarem ao homem a locomoção, mantém o equilíbrio e distribuem de maneira uniforme o peso do corpo, quando estamos de pé.
No entanto, eles estão quase sempre em situação de desconforto, pois ficam escondidos em sapatos fechados, principalmente no inverno.
Segue algumas recomendações para que você esteja bem com seus pés.

MASSAGENS



Existem profissionais, os podólogos, que são profundos conhecedores das patologias dos pés. Eles estudam a biomecânica do tornozelo e dos pés e obtém o controle e a cura das podopatias de seus pacientes.
Através da reflexologia [linguagem dos pés] fazem massagens baseadas no DO-IN.

VEJA OS PONTOS NA SOLA DOS PÉS


1- cérebro 2- olho 3- ouvido 4- garganta 5- tireóide
6- pescoço 7- fígado 8- estômago 9- coração 10-rins
11- coluna lombar 12- intestino 13- quadril 14- bexiga 15- nervo ciático


Dor de cabeça, de estômago, nas costas, tensão, cansaço. Segundo a reflexologia, o alívio para tudo isso pode vir dos pés. Criada nos Estados Unidos nos anos 30, ela divide o corpo em dez zonas lomgitudinais. Por cada uma delas, iguais em largura, corre um fluxo de energia que interliga os órgãos. Essas faixas começam nos pés, onde todos os pedaços do organismo estão representados. "Se algo não está funcionando bem, as partes correlatas, na mesma zona, ficam sensíveis". O estímulo nos pontos reflexos transmite a informação para a área afetada, podendo melhorá-la em poucos minutos. Por exemplo; toques no centro do calcanhar podem colocar o nervo ciático em dia.

A massagem deve ser feita de maneira firme, mas sem provocar dor. Para começar, bata levemente na sola, puxe e torça os dedos, gire os tornozelos. Depois, vá com o polegar direto aos pontos doloridos. Mesmo que você não esteja com nenhum distúrbio, a reflexologia vai atuar de maneira preventiva, reequilibrando as energias e o metabolismo.
A reflexologia tem efeito estético e terapêutico, pois trabalha a circulação sanguínea e linfática.
É relaxante, energizante, quase indispensável nos dias de hoje.

A garantia de maior conforto e embelezamento dos seus pés depende de alguns cuidados:

  • Hidratantes
  • Unhas esmaltadas combinando com as cores usadas nas mãos ou pelo menos com uma base. Use sabonete e talco bactericida
  • Mude diariamente as meias que devem ser preferencialmente de algodão porque absorvem melhor o suor.
  • Procure não usar o mesmo par de sapatos todos os dias
  • Guarde os sapatos em locais arejados
  • Uma recomendação muito antiga: Mergulhe os pés numa bacia de água quente com chá preto, à noite, durante trinta minutos. Além de relaxar fecha os poros o que diminui a quantidade de suor evitando o mau cheiro.


PROBLEMAS FREQUENTES NOS PÉS

1- CALOS

Eles podem aparecer pelo uso de sapatos apertados e de bicos finos ou pelo fato das pessoas pisarem inequadamente. A pele engrossa bastante e a região acaba ficando bem dolorida.
Tratamento: os médicos receitam adesivos com substâncias que deixam a pele mais fina. Se não houver melhora o jeito é retirar a calosidade com o especialista e eles alertam :
“nunca corte os calos em casa, principalmente os diabéticos”.


2- UNHAS ENCRAVADAS


O problema é mais comum em quem tem dedos gorduchos. A unha cresce de forma irregular ferindo a pele. A entrada de agentes bacteriana pode acarretar infecções.

Sintomas:
dor, inchaço e vermelhidão local. Para piorar pode surgir uma pequena camada de carne esponjosa, que ao mínimo esforço é capaz de sangrar.
Prevenção: calce sapatos confortáveis, procure cortar as unhas dos pés em formato reto, para que seus cantinhos não cresçam no sentido errado, ferindo a pele.
Tratamento: os médicos costumam receitar antiflamatórios


3- TOPADAS

Evite andar descalço e dar uma topada que pode deslocar parte da unha do pé. Tirando proveitos dessa situação, certos fungos se infiltram no local, formando uma cera amarelada, debaixo da unha e esta fica opaca e quebradiça. Por isso mantenha as unhas cortadas. Nunca passe palitos ou qualquer outro instrumento sob elas, na tentativa de limpá-las.


4- OLHO DE PEIXE

Ele aparece na forma de um espessamento na sola do pé, com um ponto escuro no meio, parecendo um olho. Daí o nome dado. É causado por vírus e associado ao excesso de umidade nos pés. Dói muito quando se pisa no chão.


Prevenção:

  • Não use sapatos alheios e sem meias
  • Cuidado com águas paradas ao lado das piscinas
  • Use seus próprios instrumentos em pedicuros


Tratamento:
os médicos indicam antimicóticos ou até cirurgia nos casos mais graves.

4- JOANETES


É uma inflamação da articulação do dedo maior do pé. Aparece mais nas mulheres e é de caráter hereditário.
Não use sapatos apertados que comprimam os dedos piorando a situação dos joanetes. Em casos mais graves é necessário cirurgia.

5- MICOSES


Os sintomas mais comuns: vermelhidão, coceiras e descamação. Evite pisar descalço em terra, principalmente onde estejam cachorros e gatos.
Tratamento: secar bem os pés após o banho e usar antimicótico indicado por médico.

SETE CUIDADOS INDISPENSÁVEIS PARA OS PÉS

Não basta, apenas, vistitar a pedicure. É importante ter cuidados diários com os pés. Não só está a contribuir para que fiquem impecáveis no Verão, quando usa sandálias, mas também a contribuir para o seu bem-estar!

Eis alguns cuidados que deve ter em conta, todos os dias:

Limpe os pés
A pele dos pés é mais espessa e resistente do que a de outras áreas do corpo, por isso facilmente a sola fica com calosidade e células mortas. Assim, para retirar o excesso de calosidade deve limar, semanalmente, a região dos calcanhares e a sola com uma lima própria para os pés ou com uma pedra-pomes. A melhor altura para limar os pés é depois do banho, já que a pele está mais mole.

Pés macios

Para amolecer a pele dos pés deixe-os de molho, durante dez minutos, em água morna com vinagre (para cada litro de água acrescente meio copo de vinagre). De seguida, massageie os pés com óleo de amêndoas ou com um creme hidratante. Faça isto uma ou duas vezes por semana. Esta é também uma boa altura para limar os pés e as unhas, mas antes de massajar os pés com o creme.

Unhas impecáveis
Corte as unhas de quinze em quinze dias, de preferência depois do banho. Use um alicate ou uma tesoura para as cortar. Também pode simplesmente apará-las com uma lima, sobretudo se for regularmente à pedicure. Não deve cortar demasiado as unhas nem deixá-las muito compridas. O facto de estarem muito compridas contribui para a acumulação de resíduos e sujidade; e se as cortar demasiado pode correr o risco de lhe encravar uma unha.

Cuidado com a cutícula
Para ter umas unhas apresentáveis, o ideal é empurrar a cutícula cuidadosamente com uma espátula própria. O excesso de pele pode ser removido com o alicate, mas tem de ter muito cuidado, pois pode correr o risco de ter uma inflamação. Se não estiver habituada a retirar o excesso de pele, depois de empurrar a cutícula, o melhor é deixar esta tarefa para a pedicure.

Lave os pés
Lave muito bem os pés! Não basta deixar que escorra a água enquanto toma um duche. Deve passar com a esponja entre os dedos. Depois do banho, é importante secar muito bem os pés, pois a humidade acumulada pode dar origem a micoses.

Protector solar
Na praia, coloque protector solar nos pés. Apesar de terem uma pele mais resistente, não devem de forma alguma serem esquecidos. Além de evitar que a pele fique ressequida, está igualmente a prevenir o cancro de pele.

Calos: o que fazer?
O uso de sapatos apertados, não arejados e de salto alto facilita o aparecimento de calos. Este devem ser retirados por uma especialista. Mas, a calosidade que costuma aparecer na zona dos calcanhares e na sola dos pés não passa de uma reacção natural da pele ao atrito causado pelo andar, pela má postura ou pelo uso de certo tipo de calçado. Para atenuar esta calosidade, deve limar os pés, corrigir a postura e usar calçado confortável. Se não fizer nada, a calosidade acumula, o que é pior.

PÉS SEMPRE BONITOS


É importante conscientizar-se de que os cuidados com o corpo vão muito além das preocupações com celulite ou com a pele. Não é porque os pés, muitas vezes, ficam escondidos dentro dos sapatos, que você não deve se preocupar com a saúde e aparência da base do corpo. Os pés merecem uma atenção especial, principalmente porque são os responsáveis por sustentar e locomover uma pessoa durante todo o dia.

O problema mais comum nos pés, abominado por homens e mulheres, são as unhas encravadas. Nesse caso, a unha cresce e enterra-se nos cantos dos dedos, principalmente nos dedões dos pés. De acordo com Celso Luiz de Freitas, presidente da Associação Brasileira de Podólogos, os dois maiores responsáveis pelo encravamento das unhas são os sapatos apertados e o corte errado. "Não devemos cortar nunca os cantos das unhas, se cortar certamente ela irá encravar. Além disso, prefira calçados mais confortáveis, largos e altos na parte de cima dos pés."

Além da unha encravada, os sapatos apertados também podem ajudar no aparecimento de calos. A simples troca do calçado, muitas vezes, resolve o problema. Mas, se o calo não desaparecer, o correto é procurar um podólogo. Você sabe em que lugar eles aparecem com maior freqüência? Principalmente na planta do pé, próximo aos dedos, no calcanhar, ou nas laterais do dedão ou dedinho.

Um outro problema que também assombram os pezinhos são as frieiras. Christine Guarnieri, dermatologista, alerta para os cuidados que devemos ter com os pés para não aparecer frieira, um tipo de micose que desenvolve entre os dedos. "No geral, as frieiras são causadas por fungos, que adoram ambientes quentes e úmidos. Por isso, após o banho é importante secar bem o local. Além disso, depois de usar um sapato, coloque-o para arejar um pouco. Já as pessoas que praticam esportes e vivem com os pés suados, devem usar talco anti-séptico e meias de algodão, pois elas absorvem melhor o suor."

Já as rachaduras dos pés, também chamadas de fissuras, podem acontecer principalmente se você tem o hábito de usar chinelos e sandálias. Para que eles não rachem, o ideal é que você hidrate-os sempre com cremes específicos, além de evitar o uso freqüente de calçados abertos.


PÉS , CUIDE-SE

Os pés também se ressecam muito no inverno, desenvolvem calosidades e zonas ásperas devido aos calçados fechados, com bicos apertados. Tudo se resolve com o relax que a hora do banho propicia e hidratantes poderosos depois...

Ao tomar seu banho quente de chuveiro, tape por algum tempo o ralo, para que se forme um acúmulo de água nos pés. Ao sair do banho, se necessário, corte as unhas, remova com espátula o excesso de cutículas dos cantos ou material que se acumula sob as unhas. Com cuidado, raspe com lixa ou lamina, as calosidades dos dedos. Em seguida, aplique um creme com ácido glicólico, uréia, lactato, para hidratar profundamente, remover pele grossa e afinar a pele dos pés. Se preferir, deixe o creme no criado-mudo e aplique imediatamente antes de deitar...

MANTENHA OS PÉS SAUDÁVEIS

  • Não lixe os pés, mesmo se você tem a sola grossa. Isso resolverá o problema temporariamente, mas depois ele aparecerá com mais intensidade. O correto é hidratar a região com um creme, de preferência para os pés. Além disso, esses produtos também ajudam a evitar rachaduras;
  • Não retire a cutícula. O indicado é empurrá-la, pois a cutícula protege as unhas de possíveis infecções.
  • Não estoure bolhas que eventualmente aparecem nos pés, causadas principalmente por sapatos apertados. Deixe-as estourarem sozinhas, pois a pele grudará novamente;
  • Depois de um dia inteiro de trabalho faça um escalda pés. É muito simples e relaxante! Para um bom resultado, antes faça uma massagem com creme esfoliante nos pés e em seguida coloque-os em uma bacia com água quente.
  • Deite-se e eleve as pernas. Isso ajuda a melhorar os inchaços;
  • As massagens com cremes relaxantes a base de cânfora e mentol também aliviam a tensão dos pés;
  • Ao retirar o esmalte, prefira um removedor com baixo teor de acetona, pois ela resseca as unhas. Não esqueça também de hidratá-las;
  • Se você passa o dia inteiro com os pés dentro de um sapato fechado ou tênis, não esqueça de passar um talco anti-séptico. Ele ajuda a evitar o mau cheiro;
  • Não esqueça de secar muito bem os pés, principalmente entre os dedos. Desta forma você evita o aparecimento de frieiras;
  • Evite andar de pés descalços, isso ajuda a engrossar a sola;
  • Prefira as meias de algodão, esse tecido absorve melhor a transpiração, protege os pés de bactérias e fungos responsáveis por micoses e mau cheiro.


VOLTAR
IMPRIMIR

fonte:cortesepenteados e mulherdeclasse


HOME | BELEZA | MODA | COMPORTAMENTO | SENSUALIDADE | HOMENS | CASA E DECORAÇÃO | RELACIONAMENTO | ALIMENTEÇÃO | PARCEIROS | FALE CONOSCO | Mappa del sito


Torna ai contenuti | Torna al menu