GUIA DA MULHER

Cerca

Vai ai contenuti

Menu principale:


ORGASMO:TODA MULHER PRECISA ALCANÇA-LO

SENSUALIDADE

Duplo, múltiplo e até com ejaculação: toda mulher precisa tentar alcançar o orgasmo





Pega aqui, esfrega dali. Na hora da transa não deve haver pudores, muito menos insatisfação. A idéia de que o orgasmo feminino é quase uma lenda já foi derrubada há muito tempo pela ciência – e por elas também. Com a prática sexual e a confiança no companheiro, tem mulher que vai à loucura. “Eu não fico criando caso. O homem tem que saber fazer direito e eu ajudo”, conta Daniela*, de 23 anos. “Não tenho dificuldade para alcançar o orgasmo. O mais fácil para mim é o por fora (da vagina, no clitóris) com qualquer tipo de estímulo. Dedos, língua, massageadores”, completa.


Por que é mais difícil para elas?


A maioria das mulheres encontra dificuldades para atingir o clímax. “Existem duas causas principais, a questão cultural, de ter uma criação rígida, e a falta de conhecimento do próprio corpo”, explica a terapeuta sexual do Instituto Kaplan, Sandra Vasques. “A mulher deve aprender a se entregar a ela mesma, não ao homem. Não tem que ficar preocupada em agradar.”

Descobrindo o prazer


“A mulher pode começar no banho, tocando o próprio corpo, descobrindo quais sensações são as melhores”, diz Sandra. Aos poucos, ela pode alternar o ritmo, a intensidade e a pressão desse toque para se descobrir. O prazer pode estar em qualquer parte do corpo, desde as mais comuns, como seios, pescoço e coxas, até outras como pés e braços. “O importante é que a mulher se solte, não fique apenas mexendo no corpo. Quando ela estiver com o parceiro, precisa ser um jogo lento, curtido, até ela realmente sentir algo”. “Faço um exercício em casa, levantando e descendo as pernas”, relata a estudante Cláudia*, de 23 anos. Esse tipo de atividade reforça a musculatura pélvica. Cláudia também faz exercícios para contrair a musculatura interna da vagina, usando uma técnica conhecida como pompoarismo, que firma a musculatura e dá mais prazer durante a transa. Ela garante que fica excitada até durante o exercício. “Uma vez eu tive um orgasmo fazendo abdominal”.


Dentro e fora ao mesmo tempo?


Tem mulher que vai além e consegue atingir o orgasmo clitoriano e vaginal (Ponto G) ao mesmo tempo! “Já tive orgasmos duplos. É mais raro, mas acontece.”, relata Cláudia. “Tem que estar muito excitada”. O ponto G é uma região do tamanho de uma moeda que fica na parte de trás do osso pélvico, a 2 ou 3 cm da entrada da vagina. Pesquisas científicas divergem em relação à existência ou não dessa zona erógena, associando o clímax feminino a um prazer psicológico. De qualquer forma, a estimulação dessa região pode causar resultados incríveis.

A busca ao cálice sagrado do sexo


Comece estimulando o seu clitóris com o dedo. Use um gel lubrificante para aumentar a sensação de calor e facilitar o toque. Quando estiver começando a se excitar – o ponto G aumenta quando a mulher fica excitada - procure a região com um ou dois dedos, como se estivesse tentando tocar o umbigo por dentro da vagina. Uma dica: a pele desse local é mais enrugada. Encontrado o tal do ponto G, é só tocar, tocar, tocar, enfim, praticar. Quando estiver com o seu parceiro, mostre para ele o caminho. Existem vibradores e massageadores que estimulam tanto o ponto G quanto o clitóris e podem ajudar nessa tarefa e ainda deixar a relação mais quente.

Ejaculação feminina


Sim, a mulher pode ejacular no momento do orgasmo, assim como o homem. Mas, isso varia do organismo de cada uma. O líquido é diferente do masculino: é claro e sem cheiro. “Algumas mulheres têm glândulas extras que produzem o líquido, é diferente de um corrimento”, explica a terapeuta Sandra Vasques. “Nem toda mulher ejacula e isso é absolutamente normal”.


Por Ana Paula Rodrigues e Mariana Zafalon

fonte:www.dnamulher.terra.com.br


HOME | BELEZA | MODA | COMPORTAMENTO | SENSUALIDADE | HOMENS | CASA E DECORAÇÃO | RELACIONAMENTO | ALIMENTEÇÃO | PARCEIROS | FALE CONOSCO | Mappa del sito


Torna ai contenuti | Torna al menu